Nutrição? Paixão e confusão! - Dra. Denise Lellis Pediatra

Nutrição? Paixão e confusão!

Essa simples frase aí resume bem o que aprendi nas últimas quase 3 décadas sobre nutrição.

Li essa frase no slide de um dos professores do Congresso Nutrition and Growth que aconteceu em Março desse ano em Valência na Espanha.

Brilhantemente algumas falas da aula mostraram o quanto a nutrição ideal tende a ser personalizada. Tende a partir da escuta e não da imposição e tende sim a considerar o que importa pra cada um.

As duas únicas coisas que nunca vi acontecerem na nutrição, pelo menos por enquanto, foram:

  1. Alguém falar mal de leite materno;
  2. Alguém fazer apologia a uma dieta baseada em ultraprocessados.

O resto já vi de tudo! Vi alimentos tachados de “assassinos” virarem salvadores de vida. Vi alimentos venerados virarem “veneno”. Vi artigos mostrando que legumes fazem mal. Vi amizades acabarem por opiniões nutricionais diferentes e vejo todo mundo manjando de nutrição.

Agora só falta alinharmos todo esse conhecimento para melhorarmos os números em obesidade, seletividade e transtornos alimentares. Isso a gente só consegue enxergando a nutrição como uma ciência humana e enxergando a nutrição além do nutriente. E claro, começando pela infância. 😊
Já faz tempo que percebi o quanto várias frentes podem ter razão mesmo com opiniões opostas. O quanto a gente se limita quando entra numa caixinha e se fecha pra outras visões. Todos temos algo pra ensinar e aprender. Quanto mais ampla for a visão menor a chance de errar. Claro que isso tem limites. Eu conheço bem os meus e saio de cena quando vejo que não posso ajudar.

Mas o fato é que é muito possível aceitar opiniões diferentes, mesmo sem concordar, e nos capacitar pra ajudar as pessoas a fazerem aquilo que faz sentido pra elas.

Sim, precisamos de opiniões gerais, de diretrizes e guidelines. Mas quando o assunto é nutrição o que está em jogo é muito mais do que encontrar algo que funcione pra todo mundo, é muito mais do que ajudar a empresa A ou B a vender seus produtos, muito mais do que gostar ou não de determinada marca e muito mais do que dizer pode e não pode baseado na própria estória.

Nutrição é respeito, empatia, escuta, não julgamento e NÃO CAUSAR DANOS!

Toda frente que defende sua opinião se respalda em ciência, com mais ou menos qualidade, com mais ou menos viés mas todo mundo sempre tem um artigo pra mostrar. O problema é que sempre haverá um artigo que embasa qualquer opinião . E sempre haverá um viés por traz de todo embasamento mesmo que seja um viés ideológico. E principalmente sempre haverá um indivíduo que não se encaixa na diretriz. E aí? O que você faz?

Nessa hora a resposta não está no guideline.

Aos pais o que me resta dizer é que eu torço muito para que as redes sociais não sejam sua única fonte de informação antes de qualquer decisão que envolva a construção do futuro de seus filhos. Por que é de dar medo os danos causados pelas “boas intenções”.

Nutrição? Paixão e confusão! - Dra. Denise Lellis Pediatra
Nutrição? Paixão e confusão! – Dra. Denise Lellis Pediatra
Artigos criados 130

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.