Como sei que meu bebê tem refluxo? Pediatra Denise Lellis explica

Essa pergunta é muito comum nos consultórios pediátricos e vamos tentar ajudar as mamães a solucionar esse mistério.

Essa pergunta é muito comum nos consultórios pediátricos e vamos tentar ajudar as mamães a solucionar esse mistério.

O que é refluxo? A regurgitação acontece frequentemente nos bebês e é considerada um processo fisiológico, quando não interfere no ganho de peso e crescimento.

Todos os bebês tem refluxo até os seis meses de idade, em algum grau; por conta da sua anatomia (que não protege contra o refluxo como nos adultos). Existem alguns sintomas que podem atestar que o bebê está com refluxo, como por exemplo se o bebê fica muito irritado depois que mama.

Importante ressaltar que não é preciso regurgitar para o bebê ter sintoma de refluxo. O bebê pode ter um refluxo "oculto", o leite volta até o terço médio superior do esôfago mas não sai; mas tem os sintomas de refluxo como irritabilidade, dor e azia.

O bebê que regurgita toda hora, não necessariamente tem um refluxo patológico (ou seja, que seja diagnosticado com uma doença). Ele pode ter um refluxo fisiológico, está ganhando peso normalmente e não será necessário medicá-lo ou tratá-lo. É mais estético porque a mãe terá que levar sempre uma troca de roupa para o bebê, quando ele estiver mamando.

O refluxo acontece normalmente em mães que produzem muito leite ou nos bebês que estão mamando muito rápido, mamam em 8 ou 9 minutos; e o bebê regurgita o "excesso".

Mas em todos os casos, sempre consulte o pediatra da criança para uma avaliação completa.

Qual a diferença entre refluxo fisiológico e refluxo oculto? O refluxo fisiológico é uma condição normal, que a grande maioria dos bebês recém nascidos tem e que significa que o bebê "devolve" parte do que ele ingeriu, no caso, o leite. A válvula que existe entre o estômago e o esôfago não está completamente formada e não fecha totalmente; o que permite que o líquido passe por ele.

O refluxo oculto é quando o líquido ingerido e o suco gástrico voltam mas não chegam a sair, não chegam a ser "devolvidos" na boca. Fica mais difícil dos pais identificarem esse problema porque a criança não "cospe" o leite.

Sem contar que costuma ser mais dolorido para a criança porque o suco gástrico que volta com o leite acaba queimando na subida e na descida. O refluxo fisiológico que só sai, acaba queimando só na subida do líquido no canal da garganta (e não volta, como o oculto).

Pediatra e Nutrologa Dra. Denise Lellis

Mídias Sociais